Realizada palestra sobre selos de fiscalização de produtos de origem animal

Nesta segunda-feira, dia 9, aconteceu na sala de reuniões da Prefeitura Municipal a palestra “Entenda as principais diferenças entre os selos de fiscalização e qual o melhor para seu estabelecimento”. A palestra foi ministrada pela Engenheira de Alimentos, pós graduada em gestão de projetos e Mestre em Ciência dos Alimentos, Francielli D `Carlos Cravo, participaram da palestra vários produtores de Córrego Fundo, a Médica Veterinária Coordenadora do Serviço de Inspeção Municipal do Consórcio CICANASTRA, Paloma Caroliny de Melo Santos, e o Supervisor do Departamento de Agricultura, Bruno Magno Faria.
Na palestra foram abordadas as principais diferenças entre os selos para cada tipo de estabelecimento.
O selo de inspeção de produtos de origem animal é obrigatório, seja ele comestível ou não, o qual assegura que o alimento está apto ao consumo, sem riscos de contaminação ou danos ao consumidor. Para estes produtos há três tipos de selos, e uma das grandes diferenças entre eles é a abrangência territorial, onde cada um concede ao produtor uma área específica de comercialização com segurança e permissão legal. Eles encontram-se divididos em espaços de comercialização: de esfera nacional, estadual e municipal.
• Serviço de Inspeção Federal, conhecido mundialmente pela sigla SIF e vinculado ao Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal – DIPOA, é o responsável por assegurar a qualidade de produtos destinados ao mercado interno, bem como de produtos importados e exportados, respeitando as legislações nacionais e internacionais vigentes;
• Serviço de Inspeção Estadual representado pela sigla SIE, com ele o produtor está autorizado a comercializar o seu produto em âmbito estadual;
• Serviço de Inspeção Municipal, é conhecido pela sigla SIM, o estabelecimento regulamentado pelo SIM tem a autonomia para comercializar somente dentro do município.
Para a obtenção de qualquer um destes selos, além de passar por um processo de avaliação geral da empresa, realizado pelas certificadoras oficiais, o empreendimento precisa adotar uma série de normas, realizando metodologias específicas para a fabricação do alimento. Também são fatores avaliados, a responsabilidade social e ambiental da marca.
A utilização deste método de controle é fundamental ao consumidor, pois ele saberá que não há riscos de doenças e infecções que podem ser trazidos pelos alimentos, garantindo que o produto está apto para o consumo e que não irá causar nenhum risco à saúde do consumidor. Por sua vez, o papel do fabricante é o comprometimento com as regras estabelecidas, se responsabilizando pela segurança e qualidade da sua produção.
O evento é organizado pelo Consórcio Intermunicipal da Serra da Canastra Alto São Francisco e Médio Rio Grande, em parceria com as Prefeituras Municipais de Capitólio, São Roque de Minas, Pimenta, Vargem Bonita e Córrego Fundo (Cicanastra).
Os participantes receberão por email o certificado de participação e a cartilha explicativa sobre o tema.
O Serviço de Inspeção Municipal funciona na sede da prefeitura de Córrego Fundo e todas as segundas-feiras a Veterinária do Cicanastra Paloma Caroliny de M. Santos está no município para orientação e inspeção.

%d blogueiros gostam disto: